Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TC.F Informação

A Ilha Graciosa está aqui!

TC.F Informação

19
Abr18

Fazer as coisas bem feitas

TC.F Informação

fotoGPPS_depManuelRamos[8669].jpg

 

Manuel José Ramos falou sobre as Termas do Carapacho.

O Governo dos Açores vai assegurar a manutenção, exploração e promoção das termas do Carapacho “de forma a que se viabilize a sua concessão a curto prazo”, afirmou Manuel José Ramos em resposta ao voto de protesto apresentado pelo PSD/Açores referente às termas do Carapacho.
O deputado eleito pelo círculo eleitoral da Graciosa considera que as termas são uma importante valência na ilha Graciosa não só pelas infraestruturas disponibilizadas, como pela qualidade das suas águas e que, por isso mesmo, “já foi constituído um grupo de trabalho e já foram elaborados os documentos para uma possível concessão”, no entanto, afirma, “uma infraestrutura desta natureza requer uma manutenção especializada e um serviço de qualidade”. Manuel José Ramos relembra que durante os últimos 50 anos, as termas do Carapacho estiveram concessionadas apenas por um curto espaço de tempo e “como se sabe, essa experiência não decorreu como era previsto”, lamentou.
O deputado socialista defendeu ainda que “o Governo dos Açores e o Partido Socialista não têm qualquer problema em corrigir o que tem de ser corrigido e melhorar o que tem de ser melhorado” e, por essa razão, Manuel José Ramos considera “inoportuno” que o PSD/Açores venha “quase como que fazer um apelo a que se voltem a cometer os mesmos erros quando aquilo a que se assiste é uma mudança de estratégia para benefício, nomeadamente, dos graciosenses”.
O Grupo Parlamentar do Partido Socialista dos Açores não se associou assim ao voto de protesto apresentado pelo deputado social democrata João Bruto da Costa, apelando a que este tenha mais confiança de que o PS quer o melhor para a Graciosa e para os graciosenses: “Queremos o melhor para os graciosenses e, neste momento, o que os graciosenses pretendem para as termas é um serviço de qualidade, um serviço regular e uma promoção adequada de forma a potenciar aquela valência”, concluiu Manuel José Ramos.
Ainda à margem da sua intervenção, o deputado defendeu que “concessionar as termas do Carapacho à pressa, como defende o PSD/Açores, não é de todo a melhor solução”.

 

fonte: GPPS