Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TC.F Informação

A Ilha Graciosa está aqui!

TC.F Informação

20
Mai15

Gente em Branco na Ilha Graciosa

TC.F Informação

agruparte.jpg

 

O Grupo de teatro graciosense "A Semente" informa que o Centro Cultural da Ilha Graciosa recebe a 27 de Maio de 2015, 4ª feira, pelas 21h30, a peça "Gente em Branco", do grupo  agrupARTE - Bando Juvenil de Artistas Amadores da Ilha Terceira, constituído por dezoito jovens com idades compreendidas entre os 11 e os 24 anos, sendo um deles o graciosense Rodrigo Ferraz.
O espetáculo é uma comédia musical que insere temas dos Queen e de Fado Madrinho, grupo de fado local. Esta peça estreou recentemente no Teatro Angrense, em Angra do Heroísmo (ilha Terceira) e passou também pela Ribeira Grande.
Cada personagem insere características da sociedade atual, nomeadamente a fadista, a peixeira, a cantora pimba, o ourives, a médica, a budista, a hospedeira de bordo, a modelo e o padre, entre outras. Tudo isto num espetáculo com aproximadamente 80 minutos, rico em comédia, dança, música e,
acima de tudo, muita alegria.
O agrupARTE, apesar de ser um grupo recente, já fez outros trabalhos, nomeadamente um musical que estreou em maio de 2014, uma adaptação do Mamma Mia!, no qual participou grande parte dos actuais actores e actrizes.
A Temporada de Teatro da Ilha Graciosa é uma iniciativa do Grupo Teatro graciosense "A Semente". Este espectáculo tem uma organização conjunta do Grupo "A Semente" e da  agrupARTE e tem o apoio da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, da Direcção Regional da Cultura-Museu da Graciosa e da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da Graciosa.
20
Mai15

Um amigo imaginário em fantoche

TC.F Informação

4281.JPG

Museu da Ilha Graciosa organiza oficina sobre fantoches.

A Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, promove a 28 de maio, no Museu da Graciosa, entre as 16h00 e as 17h30, a realização do primeiro módulo da oficina intitulada “O fantoche que ajuda a crescer – a marioneta em jardim de infância”, orientada por Ricardo Ávila.

Esta formação, inspirada na obra homónima de Isabel Alves Costa e Filipa Baganha, visa a introdução progressiva de uma 'marioneta-amigo' no quotidiano do jardim de infância, que se vai tornando pretexto para sucessivas descobertas que ampliam o imaginário das crianças e dos educadores.

A oficina, que se insere no âmbito da Temporada Artística 2015, é dirigida a educadores de infância, devendo os interessados proceder a inscrição prévia através do endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt ou contactar o formador Ricardo Ávila através do telefone 295 403 000.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

 

GaCS/DRC

20
Mai15

Turismo da Graciosa em discussão

TC.F Informação

Turismo.jpg

 

Deputados graciosenses têm visões diferentes sobre o Turismo na Ilha Graciosa.

“É bom não esquecer que as condições criadas na ilha Graciosa pelos Governos dos Açores, de responsabilidade do Partido Socialista, permitiram passar das 6 442 dormidas em 1996, para mais de 15 mil dormidas. Este ano verificámos já um aumento para 19 mil passageiros desembarcados, contra os 17 451 do ano passado”, realçou José Ávila.
O deputado socialista falava esta quarta-feira de manhã, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na cidade da Horta.
José Ávila lembrou que “foram os Governos dos Açores do Partido Socialista que investiram na ilha Graciosa, criando condições para o aumento do turismo naquela ilha”, realçando que “este crescimento é verificado nas estatísticas conhecidas como é o caso do número de camas existentes, que passou de umas míseras 80 para mais de 200”, lembrou José Ávila.
Referindo-se ao processo das Termas do Carapacho, José Ávila assumiu que “existem problemas que nunca foram escamoteados pelo PS” lembrando “uma nova intervenção que irá permitir a abertura de algumas valências daquelas termas que em breve, já este verão”.
Segundo o deputado, “esta intervenção já está programada e procura corrigir falhas que surgiram ao longo do todo o processo e que o Governo dos Açores está empenhado em resolver”.
“Estamos certos que as Termas do Carapacho, juntamento com o Hotel da Graciosa e o Centro de Apoio aos Visitantes da Caldeira, estão a dar contributos importantes para o crescimento do Turismo na ilha Graciosa. Estas são estruturas essenciais ao apoio ao turismo na nossa ilha”, sublinhou José Ávila.

Aúdio de José Ávila

 

 

Já João Costa (PSD), apresentou um voto de protesto relativo à atual situação das Termas do Carapacho que foi chumbado pelo PS e apoiado pelos restantes partidos da oposição.

O PSD/Açores denunciou hoje a "continuada irresponsabilidade" do Governo Regional, demonstrada pelo encerramento das Termas do Carapacho, "um dos “ex-líbris” da ilha Graciosa. Os graciosenses desesperam com uma das suas “jóias” mais estimadas desbaratada em incerteza e de portas fechadas", disse o deputado João Bruto da Costa.

"Trata-se de uma infraestrutura secular, que é pilar no desenvolvimento da ilha Graciosa e que, novamente, está fechada sem se saber quando será a sua reabertura plena", criticou o social democrata.

"Para além disso", referiu João Bruto da Costa, "são uma das mais importantes infraestruturas para atrair visitantes à ilha e, face a todas esta incerteza, temos declarações avulsas dos membros do Governo responsáveis e que, contraditoriamente, nunca assumem a responsabilidade pelo encerramento das Termas", lamentou.

Num voto de protesto pelo atual situação, o deputado do PSD/Açores lembrou

o problema de, "desde as obras de remodelação, inauguradas por Vasco Cordeiro, as Termas já terem encerrado várias vezes, tornando-se uma incógnita a sua utilização pois, feitas obras sobre obras, voltaram a fechar".

"Parece mentira mas é mesmo assim: depois de inaugurada a requalificação de mais de 3 milhões de euros já foram feitas obras de requalificação daquela requalificação e agora preparam-se mais obras para requalificar as anteriores", criticou o deputado.

"Em falta está também o compromisso do Secretário Regional do Turismo e Transportes de que iria concretizar a certificação da oferta termal dos Açores. Nunca mais voltou a falar no assunto, pelo que apenas se pode concluir que foi apenas mais uma conversa para encher notas de imprensa e que nada resolvem", afirmou.

"Segundo as informações em todos os sites de turismo, as Termas do Carapacho, estão abertas desde 1750, apenas tendo fechado para obras de remodelação. Pois os governos socialistas já as conseguiram encerrar, ao que parece, mais tempo do que nos últimos três séculos", concluiu.

20
Mai15

Tolerância de Ponto para os serviços do Governo Regional

TC.F Informação

tolerancia.jpg

 

O Presidente do Governo concedeu tolerância de ponto a 22 de maio aos trabalhadores da administração pública regional cujos serviços estejam sedeados na ilha Graciosa e, no dia 26, aos trabalhadores dos serviços que têm sede nas ilhas de São Jorge, Pico e Faial.

Relativamente à Graciosa, o despacho assinado por Vasco Cordeiro considera o “profundo significado religioso de que se reveste a Procissão de Penitência e Ação de Graças de Nossa Senhora da Guadalupe ao Monte de Nossa Senhora d’Ajuda, a qual se realiza desde 1717”.

Este ano, o Domingo do Espírito Santo, dia 24 de maio, coincide com a data da Procissão de Penitência e Ação de Graças de Nossa Senhora da Guadalupe ao Monte de Nossa Senhora d’Ajuda, razão pela qual os responsáveis da Igreja da ilha Graciosa decidiram, a título excecional, realizar a referida Procissão no dia 22 de maio.

Um segundo despacho do Presidente do Governo refere que, tradicionalmente, a celebração do Espírito Santo nas ilhas do Faial, Pico e São Jorge se prolonga para além da Segunda-Feira do Espírito Santo, que este ano ocorre no dia 25 de maio, Dia da Região Autónoma dos Açores.

Nesse sentido, o despacho concede tolerância de ponto aos trabalhadores da administração pública regional dos Açores cujos serviços estejam sediados nestas três ilhas no dia 26 de maio, Terça-Feira do Espírito Santo.

 

GaCS/PC